A biblioteca

Sentada com meu laptop em frente ao computador que tem o sinal de “out of service”, tento organizar meus próximos dias.

Estudar aqui tem sido dificílimo, é como se o meu bacharelado não valesse de nada, tudo é diferente… As regras são novas e eu, muito mais velha do que a maioria da sala. É como se tivesse entrado numa corrida contra ao tempo, tempo que não volta.

O barulho de folhas virando, impressoras e pessoas digitando é terapêutico. O cheiro de livros, materiais novos e do refeitório são parte de um perfume que inalo e me acalmo.

Muitas vezes nem consigo acreditar que estou fazendo o mestrado que tanto queria, numa universidade que sonhei em estudar.

Demorei pra perceber o quanto gosto da vida acadêmica, mas não me arrependo dos meus anos em publicidade, eles me ensinaram muito e me apresentaram à amigos e pessoas brilhantes. Parece que o mundo da publicidade de que vim não se encaixa mais na minha vida.

Como todo processo de aceitação é dolorido… Mesmo quando a gente escolhe sair.

Fazem seis meses que larguei escritórios com comida free, convites para festas incríveis, gente de mídia pagando passeios e um salário legal pra sentar na biblioteca. Fazem seis meses que nunca me senti tão dura e tão feliz.

jeneregret

 

 

Um comentário em “A biblioteca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *