Invisível

Ficar invisível é considerado um poder no mundo dos super heróis. Pra mim, ser invisível é o pesadelo que vivi nos últimos anos.

Não existe nada mais doloroso do que tentar ser enxergada e interagir com alguém que se vê frequentemente, que é parte da sua família ou círculo de amigos e ser completamente ignorada. É a maneira mais dolorida de dizer não para alguém.

O problema de se tornar invisível para uma – ou um grupo de pessoas- e aceitar que esse é o melhor relacionamento possível que alcançará, é que a gente se acostuma. Acaba aceitando ficar de lado, varre as nossas prioridades pra baixo do tapete e toda vez que nos sentimos invisíveis a nossa auto-estima diminui um pouco.

O relacionamento com essas pessoas foi uma via de uma mão, onde eu fiz de tudo pra que funcionasse e que algum tipo de amizade, mesmo que rasa, crescesse. Dei tudo de mim enquanto pude, e conforme os anos passaram o pouco de energia que sobrou usei para me manter viva, mas chegou um momento que parei de fazer por essas pessoas.

Fiquei ali, imóvel, geralmente em silêncio. Me sentindo pequena e sozinha.

 

Esse foi o meu erro, não lutei, fiquei acostumada com essa situação horrorosa. Não saí desse ciclo, nem tive energia pra agir. Só me abri com poucas pessoas, que obviamente me disseram pra “ignorar gente assim”.

Não consegui ignorar, então engoli seco anos à fio, até que um dia, fui empurrada pra fora da minha zona de conforto. E quando enxerguei a bolha que estava presa, não gostei do futuro que vi pra mim.

E esse foi o dia que removi a minha capa de invisibilidade. Quem sabe consiga olhar pra esse super poder com bons olhos, hoje não.
aufasshole

 

2 comentários em “Invisível

  1. Alê, hoje, invisível, não sei… Esquecida, definitivamente não. Saudades dos tempos em que teu sorriso emanava mais cor e energia, naquelas manhãs (muitas vezes frias) na Grïngo. Definitivamente, quando lembro da Grïngo, sempre me vem a imagem de você sentada lá naquela mesa, com aquele visual bastante colorido. Bons tempos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *